terça-feira, 23 de novembro de 2010

REDE DE EDUCADORES EM MUSEUS DE GOIÁS INFORMATIVO NOVEMBRO DE 2010

A REM-Goiás Informa:
• 26 de Novembro às 15 horas e 20 minutos, na sala 25 – Faculdade de Artes Visuais (piso superior) , CAMPUS II, Universidade Federal de Goiás. A REM-Goiás vai apresentar sua proposta, seu objetivos, suas experiências, ações e premissas em um artigo que será apresentado aos participantes do 20° CONFAEB
Confira:
http://portais.ufg.br/projetos/confaeb20anos/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=95

•4 de Dezembro às 9 horas no Museu das Bandeiras ( Endereço: Praça Brasil Ramos Caiado (Pç. do Chafariz), s/n. Setor Central. Goiás-GO. CEP: 76.600-000) o 3° Encontro da Rede de Educadores em Museus de Goiás.

•O 2° Seminário da REM-Goiás terá como tema “Educação, Museus e Ciências”. Este seminário será realizando em março de 2011.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

III Encontro Fotográfico


Caros colegas!
Gostaria de convidá-los para o III Encontro Fotográfico que será realizado pelo Museu da Imagem e do Som entre 17 e 20 de novembro. Segue em anexo o convite.
Além das palestras, teremos duas oficinas, de Pinhole e de Conservação de Fotografias, cujas vagas são limitadas. Caso queira fazer sua inscrição, favor ligar nos números: (62) 3201-4681/4644/4645/4658/4651. Falar com Débora ou Keith.
Atenciosamente
Débora Correa
Museu da Imagem e do Som de Goiás


OFICINA DE ESTUDO DE PÚBLICO


Caros,
O Sistema Estadual de Museus - SIM-RJ, em parceria com o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM, dando continuidade à programação das Oficinas previstas para este ano estará realizando a Oficina “Estudos de Público”.


Data: 1, 2 e 3 de dezembro de 2010.
Local: Museu Naval (Auditório) - Rua Dom Manuel, 15 – Centro - Próximo à Praça XV – Rio de Janeiro/RJ.

Horário: todos os 03 dias das 09 às 17h

Ministrante: Rosane Carvalho
(Museóloga e Relações Públicas. Mestre e Doutora em Ciência da Informação pela UFRJ/IBICT).

Inscrições Gratuitas através do e.mail ou no 1º dia no local !
NÚMERO LIMITADO DE INSCRIÇÕES.

Enviar ficha de inscrição preenchida até o dia 26/11 (6ª feira) para:
sistemademuseus_rj@yahoo.com.br



segunda-feira, 11 de outubro de 2010

REDE DE EDUCADORES EM MUSEUS DE GOIÁS INFORMATIVO OUTUBRO DE 2010

A REM-Goiás Informa:


  • 21 de Outubro às 17 horas, na PUC-RS no auditório do prédio V em Porto Alegre a REM-Goiás vai apresentar suas experiências, ações e premissas no Seminário de História Indígena.

  • 23 de Outubro (Sábado) às 9 horas da manhã, no Centro Cultural Jesko Putkamer acontecerá, o 2° Encontro da REM-Goiás com o debate do texto,

    SIMSON, Olga Rodrigues de Moraes von, PARK, Margareth Brandini; FERNANDES, Renata Sieiro. "Educação não-formal: um conceito em movimento". in: ITAÚ Cultural - Rumos Educação Cultura e Arte 2005-2006. Visões singulares, conversas plurais. São Paulo: Instituto Cultural Itaú, 2007. p. 13 – 38.

    Disponível a partir de 14 de outubro nos locais descritos abaixo:

  1. Museu Antropológico/UFG – Intercâmbio Cultural

    Falar com: Elza ou Joana

    Endereço: Av. Universitária nº 1166 - Setor Universitário

    Telefone: (62) 3209-6010

    Horário: segunda-feira a sexta-feira, 8h às 17h

  2. Centro Cultural Jesko Puttkamer

    Falar com Rosangêla

    Endereço: Av. T-3, nº 1.732, Setor Bueno
    Telefone: 3251-0721
    Horário: segunda a sexta-feira, 8h às 21h, sábado, 8h às 12h

  3. NO CIDARQ – Centro de Informação Documentação e Arquivo/UFG

    Falar com Rosangêla

    Endereço: Campus Samambaia (Campus II) - ao lado da Reitoria -

    Telefones: (62) 3521 1055 / (62) 3521 1056


  • O 2° Seminário da REM-Goiás terá como tema “Educação, Museus e Ciências”. Este seminário será realizando no primeiro trimestre de 2011 e preferencialmente em uma escola.


O que é a Rede de Educadores em Museus de Goiás?


A Rede de Educadores em Museus de Goiás (REM- Goiás) é uma associação aberta a trabalhadores de museus, estudantes, pesquisadores e professores de ensino fundamental e médio interessados em refletir conjuntamente sobre o papel educativo dos museus.


A Rede de Educadores em Museus De Goiás tem como objetivos:

  • Proporcionar uma maior aproximação entre os profissionais das áreas de educação (formal ou não-formal), com diferentes instituições culturais e museus.

  • Mapear ações educativas em andamento e estimular a criação de espaços pedagógicos nas instituições onde estes setores ainda não foram implantados;

  • Promover a articulação com os cursos de formação (graduações e pós- graduações) com o objetivo de contribuir para o debate e elaboração do perfil dos profissionais que atuam como educadores em museus e instituições culturais visando a um melhor planejamento dos cursos, a fim de atender às necessidades de formação, bem como de regulamentação de estágios e linhas de pesquisas;

  • Trabalhar para a ampliação das possibilidades de estágios e atuação profissionais nos diversos espaços museológicos e culturais.


Para integrar a REM-Goiás (Rede de Educadores de Museus em Goiás, filiada à REM Nacional) você deve encaminhar um email remgoias@gmail.com e solicitar sua ficha de inscrição e não esqueça de nos seguir em nossas redes sociais:


quinta-feira, 7 de outubro de 2010

2° Encontro da REM-Goiás

Anote:

2° Encontro da Rede de Educadores em Museus de Goiás dia 23 de Outubro às 9horas no Centro Cultural Jesko Putkamer.
Em breve mais informações.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

MUSEU ANTROPOLÓGICO 40 ANOS

O Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás completa 40 anos neste mês de setembro. Para celebrar este momento especial realizará uma programação em parceria com a Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Goiás (IPHAN) no próximo dia 24, sexta-feira, às 16 horas. Para a ocasião, o IPHAN presenteou o Museu com uma edição do Café com Prosa, tradicional evento da Casa do Patrimônio.



Durante a programação ocorrerá uma conferência com representantes da equipe do IPHAN; serão homenageados professores, pesquisadores e servidores técnico-administrativos da UFG que contribuíram para a consolidação do Museu Antropológico como uma instituição cultural de destaque na nossa região e, ainda, será feita uma homenagem ao Povo Karajá; interlocutores que se mantém presentes em diversos momentos da trajetória do Museu Antropológico.



Lideranças Karajá das aldeias Santa Isabel do Morro, Ilha do Bananal - TO e Buridina, Aruanã – GO receberão do Museu Antropológico um DVD que registra parte da história das pesquisas desenvolvidas junto com esta etnia. Além disso, os Karajá presentearão os convidados com apresentação de dança ritual e narração de mitos.



SERVIÇO:



· Evento: Café com prosa – 40 anos do Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás



· Data: 24 de setembro de 2010



· Horário: 16 horas



· Local: Museu Antropológico (Pça. Universitária, 1166, Setor Universitário, Goiânia – GO / fone: 62 3209-6010)



Maiores informações: 3209-6010

Fonte: Museu

domingo, 29 de agosto de 2010

1° Encontro da REM-Goiás

A Rede de Educadores em Museus De Goiás – REM-Goiás promove no dia 30 de agosto (segunda-feira) às 14 horas no Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás ( Av. Universitária 166, Setor Universitário – em frente a praça Universitária)

1° Encontro da Rede de Educadores em Museus de Goiás



A Rede de Educadores em Museus De Goiás – REM-Goiás promove no dia 30 de agosto (segunda-feira) às 14 horas no Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás ( Av. Universitária 166, Setor Universitário – em frente a praça Universitária) o seu 1º encontro que na ocasião será debatido o texto "Educação não-formal: um conceito em movimento", além de uma visita a reserva técnica do Museu Antropológico e uma comunicação sobre o projeto Viva e Reviva.



A REM-Goiás tem como objetivo congregar educadores, profissionais da cultura, dos museus, eco-museus, museus de território, museus comunitário, de centros culturais, artísticos e científicos para a discussão de temas relacionados à educação em seus espaços de atuação. A REM-Goiás foi criada a partir de uma idéia bem sucedida na Rede de Educadores em Museus que surgiu em 2004 no Rio de Janeiro. Outros estados passaram a aderir à proposta, colaborando no objetivo de tornar a REM uma rede nacional.

Atualmente a REM-Goiás possui mais de 100 filiados e diversas instituições parceiras, esperamos assim consolidar as ações desta rede de discussão e enfrentamento das questões pertinentes à educação não-formal no âmbito de museus e espaços culturais no estado de Goiás. Mediante este panorama, a REM-Goiás está aberta a trabalhadores de museus, estudantes, pesquisadores e professores de ensino fundamental e médio interessados em refletir conjuntamente sobre o papel educativo dos museus. Para participar é simples, solicite sua ficha de cadastro para integrar a REM-GO (Rede de Educadores de Museus em Goiás, filiada à REM Nacional) por email remgoias@gmail.com.



Segue o link do texto que será debatido: http://groups.google.com.br/group/remgo/files

Segue o link da divulgação da matéria: http://www.cienciassociais.ufg.br/page.php?noticia=1282862409&site_id=105

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

ICB realiza workshop Material didático lúdico na formação científica e tecnológica

Evento será no dia 13 de agosto, na Faculdade de Direito



O Instituto de Ciências Biológicas da UFG realiza no dia 13 de agosto, no auditório da Faculdade de Direito, à partir das 8 horas, o workshop "Material didático na formação científica e tecnológica. O evento tem como objetivo discutir e demonstrar experiências de grupos nacionais voltados para a produção de materiais didáticos lúdicos para o ensino de Ciências e a divulgação do conhecimento científico para as séries do ensino básico. A utilização de materiais lúdicos (kits de ensino-aprendizagem e jogos pedagógicos) para acelerar o processo de ensino-aprendizagem de jovens e adultos tem crescido no Brasil, mas é escassa a oferta de material acessível e pedagogicamente estruturado, capaz de orientar professores e facilitar o aprendizado do aluno.

Aplicado de forma correta, um material lúdico propicia a criança a sedimentar seus conhecimentos de forma prática, instigando e motivando o desafio do saber, conhecer e competir; toca a estrutura básica da formação do caráter, propiciando o exercício da afetividade com o mundo, as pessoas e os objetos. Possibilita também criar uma relação com o conhecimento e o mundo externo, assumindo grande importância na formação da personalidade.

Mais informações sobre o curso no site www.icb.ufg.br

Fonte: ICB/UFG

sábado, 7 de agosto de 2010

REM-Goiás Presente no 4° Fórum Nacional de Museus




Coordenadores da Rede de Educadores em Museus presentes no 4º Fórum Nacional de Museus. A REM-Goiás está representada ao centro (4 da esquerda para a direita)por Tony Boita, atual coordenadore da Rede de Educadores em Museus de Goiás.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

VII Seminário do Ensino de Arte do Estado de Goias: Desafios e Possibilidades Contemporâneas

CONFAEB 20 anos

INDIVIDUOS COLETIVOS COMUNIDADES REDES

VII Seminário do Ensino de Arte do Estado de Goias: Desafios e Possibilidades Contemporâneas

Tema COMUNICACOES:

Traços e desdobramentos históricos do ensino de artes no Brasil: Artes:Visuais/Musica/ Danca/Teatro/ Tecnologias/ design


Goiânia - 24 a 27 de novembro / 2010

Tópicos para envio de comunicações:


1. Ensinar/Aprender Artes - considerações teóricas;



2. Ensinar/Aprender Artes- considerações metodológicas;



3.Ensinar/Aprender Artes - experiências de ensino na escola;


4. Tecnologias do ensino de artes;



5. Políticas de formação de professores de artes;



6. Políticas educacionais para o ensino de artes;


7. Políticas culturais para o campo das artes;



8. Educação em museus, galerias e centros culturais;



9. Propostas de arte/educação alternativa;

BREVE: abertura do site para inscrições.
PRAZO FINAL: Recebimento dos trabalhos 05 de setembro.
INFORMACOES: confaeb20anos@ gmail.com

sexta-feira, 9 de julho de 2010

4º FÓRUM NACIONAL DE MUSEUS

4º FÓRUM NACIONAL DE MUSEUS

O Fórum Nacional de Museus (FNM) é um evento bienal, com o objetivo de refletir, avaliar e estabelecer diretrizes para a Política Nacional de Museus (PNM) e para o Sistema Brasileiro de Museus (SBM).

A 4ª edição do Fórum Nacional de Museus é uma culminância do processo de construção da Política Nacional de Museus e sintetiza o esforço empreendido para articular, promover, desenvolver e fortalecer o campo museal brasileiro. Trata-se de um momento propício para a avaliação da PNM em termos de metas, experiências, realizações, resultados efetivos, frustrações e, ao mesmo tempo, de construção e projeção no futuro de novas possibilidades e experimentações, de novos caminhos, desafios e horizontes.

As três edições anteriores do FNM contribuíram, ao seu modo, para o desenvolvimento e o enraizamento social da política de museus, compreendida como política pública de cultura.

O 1º FNM, realizado em Salvador (BA), em 2004, teve por tema “A Imaginação Museal: os caminhos da democracia” e inspirou muitos debates. O 2º FNM, realizado em Ouro Preto (MG), em 2006, adotou o tema, “O futuro se constrói hoje" e contribuiu para a apresentação e o desenvolvimento de novas experiências museais. O 3º. FNM foi realizado em Florianópolis (SC), em 2008, tendo por pano de fundo o tema: “Museus como agentes de mudança social e desenvolvimento”, foi fundamental para a afirmação da centralidade da museologia social no âmbito da PNM.

O 4º FNM traz para o centro dos debates o tema: “Direito à Memória, Direito a Museus”. A vontade (ou desejo) de memória (e de patrimônio) mesmo não sendo exclusividade do mundo contemporâneo, ganha na atualidade, em virtude de seu vínculo com o campo da comunicação e da política, uma dimensão especial.

Direito à memória, vontade de memória e dever de memória, implicam, de algum modo, o seu oposto. A memória é campo de litígio, é arena de disputa política pelo passado e pelo futuro. Nesse sentido, é preciso considerar que esquecer não é crime, esquecer não é pecado, esquecer faz parte da vida e faz parte dos processos de memória. Assim como produzimos memória, também produzimos esquecimentos.

O tema do 4º FNM tem relevância para o campo museal contemporâneo e sinaliza para a importância de se pensar o museu como conector cultural de espaços e tempos diversos. Tudo isso, levando em conta a memória que, a rigor, está entronizada no presente.

Compreendendo o 4° FNM como espaço radical de troca de experiências, o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) convida todos os interessados no tema acima indicado a participar do exercício de construção de uma nova imaginação museal; uma imaginação capaz de dialogar com temas como: cidades e cidadania; desenvolvimento sustentável; economia criativa; e, estratégias de institucionalização de um universo museal tão multifacetado.

Durante o Fórum serão oferecidos mini-cursos de capacitação em diversas áreas de atuação do campo museal. Também serão reunidos grupos de trabalhos temáticos para a construção e discussão das diretrizes, ações e metas da Política Nacional de Museus - PNM.

Resultados Esperados

1. Mobilizar a comunidade museológica do Brasil;
Propor estratégias para o fortalecimento do setor museológico, buscando assegurar a qualificação da gestão museal;
2. Promover o debate entre profissionais de museus, gestores culturais, estudantes e interessados no tema, garantindo ampla discussão sobre questões como gestão cultural; preservação, aquisição e democratização de acervos; formação e capacitação; educação e ação social; modernização e segurança; economia dos museus; acessibilidade e sustentabilidade ambiental; comunicação e exposições; pesquisa e inovação;
3. Propor estratégias para a consolidação dos sistemas de participação e controle social na gestão das políticas públicas de museus e memórias e estimular as transversalidades culturais, garantido acesso a uma boa formação dos profissionais do campo museal;
4. Aprimorar e propor mecanismos de articulação e cooperação institucional entre os entes federativos e destes com a sociedade civil, enfatizado as atividades de preservação e aquisição, bem como os esforços de democratização de acervos;
5. Debater, examinar e implantar as diretrizes aprovadas na II Conferência Nacional de Cultura (CNC), relativas aos museus;
6. Elaborar e aprovar as estratégias para o Plano Nacional Setorial de Museus, contemplando os principais aspectos do que resultou do debate sobre as questões transversais do setor museal;
7. Eleger os novos membros do Comitê Gestor do Sistema Brasileiro de Museus, que, simultaneamente, passarão a compor o Colegiado Setorial de Museus e Memória junto ao Conselho Nacional de Políticas Culturais.

O evento acontece de 12 a 17 de julho.

Para mais informações: http://www1.museus.gov.br/

quinta-feira, 8 de julho de 2010

PROJETO CINEMA NO MUSEU ANTROPOLÓGICO/UFG

PROJETO CINEMA NO MUSEU ANTROPOLÓGICO/UFG

Programação de férias – Julho – 2010



Sessões de Filmes com Debates

Local: Miniauditório do Museu Antropológico/Pça. Universitária, 1166, St. Universitário



Informações: Coordenação de Intercâmbio Cultural - Museu Antropológico/UFG

Tel. (62) 3209 –6375/ 3209-6010, Site: www.museu.ufg.br





DIA 09/07 (sexta-feira) – 14 horas

Filme: Invictus

Diretor: Clint Eastwood – (EUA, 2009)

Duração: 134 minutos

Debatedor: Prof. Cleber Augusto Gonçalves Dias - FEF/UFG



Sinopse: O filme Invictus conta a história do presidente sul africano Nelson Mandela (Morgan Freeman) que usa o esporte para unir a população, durante uma copa do mundo no País. Para conseguir essa façanha, chama para uma reunião Francois Pienaar (Matt Damon), capitão da equipe sul-africano, e o incentiva para que a seleção nacional seja campeã.




DIA 16/07 (sexta-feira) – 14 horas

Filme: Estação Seca

Diretor: Mahamat-Salen Haroun – (Chade e França, 2006)

Duração: 92 minutos

Debatedor: Prof. Marcelo Rodrigues Souza Ribeiro

( Escola de fotografia e Cinema da Faculdade Cambury)



Sinopse: Chade, 2006. Depois de anos de guerra civil, o governo garante anistia para todos os crimes de guerra. Atim, de 16 anos, recebe uma arma de seu avô e parte em busca do homem que matou seu pai. Deixando sua aldeia rumo à capital N'djamena, Atim rapidamente o encontra: Nassara está casado e estabelecido como dono de uma pequena padaria. Com a intenção de matá-lo, Atim se aproxima de Nassara e se torna seu aprendiz. A relação entre os dois se estreita e Atim, que acreditava que a aproximação lhe oferecia facilmente uma ocasião para matar Nassara, se vê em meio a uma situação imprevisível.




DIA 23/07 (sexta-feira) – 14 horas

Filme: A Negação do Brasil

Diretor: Joel Zito Araújo – (Brasil, 2000)
Duração: 90 minutos
Debatedores: Diogo Marçal Cirqueira/Mestrando em Geografia pela UFG e Igor Fernandes de Alencar/ Graduando em História pela UFG



Sinopse: O documentário é uma viagem na história da telenovela no Brasil e particularmente uma análise do papel nelas atribuído aos atores negros, que sempre representam personagens mais estereotipados e negativos. Baseado em suas memórias e em fortes evidências de pesquisas, o diretor aponta as influências das telenovelas nos processos de identidade étnica dos afro-brasileiros e faz um manifesto pela incorporação positiva do negro nas imagens televisivas do país.



DIA 30/07 (sexta-feira) – 14 horas

Filme: Zona do Crime

Diretor: Rodrigo Plá - ( México, 2007)

Duração: 97 minutos

Debatedor: Prof. Reginaldo Teixeira Mendonça – FF/UFG



Sinopse: Cidade do México, México. Alejandro (Daniel Tovar) é um adolescente que vive em La Zona, um condomínio fechado protegido por guardas particulares. No dia de seu aniversário três jovens de uma favela vizinha invadem o local, para assaltar uma das casas. Durante o assalto eles matam uma mulher, mas a empregada consegue fugir e avisa a segurança. Os guardas reagem e matam dois dos invasores, mas Miguel (Alan Chávez) consegue escapar. Logo em seguida um grupo de moradores se reúne na casa de Alejandro, onde fica decidido que nada será dito às autoridades e que eles próprios procurarão o 3º invasor pela propriedade do condomínio.





Observação: A atividade é gratuita e aberta a todos os interessados. público participante terá direito a declarações e certificados.

sábado, 29 de maio de 2010

Programação- 1° Seminário da Rede de Educadores em Museus

1º Seminário da REM-Goiás


Programação do 1º Seminário da REM-Goiás

Dia 07 de junho

14h00 Visitas monitoradas à Exposição Lavras e Louvores, do Museu Antropológico da UFG

18h30: Credenciamento

19h00: Mesa de Abertura Manuelina Duarte (Coord. Provisória da REM-Goiás e profa. de Museologia FCS/UFG), Nei Clara de Lima (Diretora do Museu Antropológico), Maria Luiza Rodrigues Souza (Coord. Curso de Museologia FCS/UFG) e Abigail Rezende (Diretora do Centro de Formação dos Profissionais da Educação)

19h30: Palestra: Educação Formal e Educação Não-Formal: caminhos e desafios
Andréa Vial – Expomus (São Paulo)


Dia 08 de junho

14h00 Oficina: Educação Patrimonial no Ceará: narrativas e práticas do projeto Patrimônio Para Todos
Juliana Marinho – EAOTPS/IACC
22 vagas ( Inscrições por ordem de chegada no credenciamento)

19h00 Palestra: Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho – uma experiência de educação de jovens através do patrimônio cultural no Ceará
Juliana Marinho – Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho, Instituto de Arte e Cultura do Ceará


Dia 09 de junho

14h00- Relatos de experiência:
Maria Lina de Oliveira Fernandes - Profa. de Artes da Escola Municipal Balneário Meia-Ponte
Warlúcia Pereira Guimarães - Professora de História - CEFPE

15h30- Discussão e votação do estatuto

17h30- Eleição das coordenações da REM-Goiás

19h00 Palestra: Educação em museus: os lugares de memória e a construção da cidadania
Ivanilda Junqueira
Profa. do Curso de Museologia FCS/UFG

21h00 Mesa de Encerramento
Manuelina Duarte (Coord. Provisória da REM-Goiás), novos coordenadores da REM-Goiás

sexta-feira, 21 de maio de 2010

1 Seminário da Rede de Educadores em Museus de Goiás


Prezados(as),
A partir de hoje vamos divulgar semanalmente um pouco sobre as atividades realizadas pelos nossos convidados. Esta semana vamos falar um pouco sobre Juliana Marinho, que vai desenvolver duas atividades que são:
Oficina: Educação Patrimonial no Ceará: narrativas e práticas do projeto Patrimônio Para Todos
Palestra: Escola de Artes e Ofício Thomaz Pompeu Sobrinho – uma experiência de educação de jovens através do patrimônio cultural no Ceará.



Para Conhecer mais o projeto Patrimônio para Todos entre no site abaixo:
http://patrimonioparatodos.wordpress.com/

quarta-feira, 12 de maio de 2010

PROGRAMA – OFICINA “AUSÊNCIA QUE É PRESENÇA: ASPECTOS DO PATRIMÔNIO CULTURAL AFROBRASILEIRO NOS MUSEUS DA CIDADE

PROGRAMA – OFICINA “AUSÊNCIA QUE É PRESENÇA: ASPECTOS DO PATRIMÔNIO CULTURAL AFROBRASILEIRO NOS MUSEUS DA CIDADE”




Título: Ausência que é presença: aspectos do patrimônio cultural afrobrasileiro nos museus da cidade.

Local: Salão de Eventos e Pátio do Museu das Bandeiras (MUBAN)/IBRAM, Cidade de Goiás-GO.

Datas/Horários:
Ø 14-18/05/2010, das 09h00 às 12h00; das 14h00 às 17h00.

Professora:
Ø Luciene Bonfim de Oliveira

Carga horária: 24 horas

Número de vagas: 20


I - EMENTA: De acordo com pesquisa feita pela historiadora Maria Lemke Loiola, “os documentos administrativos e fazendários fornecem informações importantes para compreender a importação de escravos. Mesmo nas denúncias, Salvador aparece como o principal ponto de intercessão entre África e Goiás para o abastecimento de escravos novos (LOIOLA, 2009). Tendo em vista esta afirmação histórica e sendo a Bahia considerada o “berço da cultura africana” no Brasil, esta oficina pretende atualizar aspectos do patrimônio cultural afrobrasileiro ainda vivos na Bahia, mas muitas vezes “esquecidos” em Goiás, “perdidos” na longa trajetória Salvador-Vila Boa de Goiás. Uma ausência que é presença, notada (ou apagada), também no acervo do Museu das Bandeiras.

II – CONTEÚDOS:

14 /05/10 (manhã):
Ø Comidas típicas: xinxim de galinha, feijão fradinho e vatapá.

14 /05/10 (tarde):
Ø Doces africanos: cocada puxa e a moda.

15/05/10 (manhã):
Ø Confecção de ojás (turbantes).

17/05/10 (manhã):
Ø Confecção de colares com miçangas.

17/05/10 (tarde):
Ø Músicas de origem yorubana, com tradução.

18/05/10 (manhã):
Ø Bolinho de tapioca (bolinho estudante).

18/05/10 (tarde):
Ø Quitutes afrobaianos: abará e acarajé.


III - OBJETIVOS

Ø Transmitir conhecimentos sobre aspectos do patrimônio cultural afrobrasileiro;
Ø Ensinar a fazer algumas comidas típicas, utensílios ornamentais e cantigas tradicionais africanas.


IV - METODOLOGIA:

Ø Aula expositiva.
Ø Aula prática.


V - Recursos didáticos

Ø Data-show, aparelho de som.


BIBLIOGRAFIA

LODY, Raul. Santo também come. Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
LOIOLA, Maria Lemke. Trajetórias para a liberdade: escravos e libertos na capitania de Goiás. Goiânia: Editora UFG, 2009.

O Museu das Bandeiras e o Museu de Arte Sacra da Boa Morte (Cidade de Goiás-GO) convidam para as suas atividades na 8ª Semana Nacional de Museus

O Museu das Bandeiras e o Museu de Arte Sacra da Boa Morte (Cidade de Goiás-GO) convidam para as suas atividades na 8ª Semana Nacional de Museus:

· Dia 13/05, a partir das 19h30 no Salão de Eventos do Museu das Bandeiras, palestra “Harmonia e Conflito: patrimônio cultural afrobrasileiro nos museus da cidade”, com participação do professor Alex Ratts, da Universidade Federal de Goiás, e da historiadora Luciene Bonfim, de Salvador-Bahia;

· Dias 14, 15, 17 e 18, a partir das 09h00 da manhã, no Salão de Eventos e no Pátio do Museu das Bandeiras, oficinas de Conservação Preventiva de acervos museológicos, com a professora Graça Teixeira, da Universidade Federal da Bahia, e de patrimônio cultural afrobrasileiro, com Luciene Bonfim;

· Dia 18/05, às 09h30, abertura da exposição temporária “Rondon: um bandeirante contemporâneo em busca da harmonia social”, com ilustrações do artista visual Pedro Otto;

· Dia 18/05, às 19h30, palestra “Harmonia e Conflito: o objeto museal como representação social”, com a professora Graça Teixeira, da Universidade Federal da Bahia.



Segue no anexo a programação da Oficina de Patrimônio Cultural Afrobrasileiro.



Inscrições e maiores informações no Museu das Bandeiras, Praça do Chafariz. Telefone 3371-1087. Email: muban@iphan.gov.br.

domingo, 9 de maio de 2010

Realização da 1ª Reunião da Rede de Educadores em Museus de Goiás- REM-GO

18/05/10 - 11:00h
Realização da 1ª Reunião da Rede de Educadores em Museus de Goiás- REM-GO
- A Rede de Educadores em Museus (REM) surgiu em 2004 com o intuito de congregar educadores, profissionais da cultura, dos museus, de centros culturais, artísticos e científicos para a discussão de temas relacionados à educação em seus espaços de atuação. Com o incentivo da REM/RJ, outras manifestações em rede surgem e espalham-se por outras regiões do Brasil,e agora temos a 1ª Reunião da REM-GO, que organiza seu primeiro seminário público para os dias 07 a 09 de junho de 2010. Pretendemos nesta 1ª Reunião conhecer os membros inscritos online que estão participando da troca de informações apenas em meio virtual e reforçar os canais de comunicação e debate da REM-GO. Todos os nteressados em participar da Rede, especialmente professores de ensino médio e fundamental e trabalhadores de museus e espaços culturais do Estado de Goiás, estão convidados. A inscrição poderá ser feita na própria reunião ou pelo e-mail remgoias@gmail.com

sexta-feira, 7 de maio de 2010

18 de maio é o Dia Internacional de Museus


18 de maio é o Dia Internacional de Museus e para comemorar a data em 2010 o Conselho Internacional de Museus (ICOM) propôs o tema Museus para a Harmonia Social. No período de 17 a 23 de maio museus de todo o mundo estarão com programações especiais e, como já é tradição, o Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás realizará atividades específicas para o seu público.
2010 tem um motivo a mais para ser comemorado
. O Museu Antropológico completa 40 anos de existência no mês de setembro. As atividades especiais do dia 18 de maio também marcarão o início dessas comemorações. O mais importante para nós é contar com a sua presença, pois é nosso público que possibilitou e motivou esses 40 anos de trabalho: pesquisas, exposições, eventos, atividades educativas e culturais, estágios, entre outros.
Novas atividades estão sendo programadas. Venha comemorar conosco, participe do Dia Internacional de Museus e dos 40 anos do Museu Antropológico!
PROGRAMAÇÃO

18/05/10 - 9:00h
Conferência Museus para a Harmonia Social (Profa. Manuelina Maria Duarte Cândido/FCS/UFG)
- Considerando como papel essencial da Universidade discutir temas candentes para a sociedade, a conferência irá problematizar o tema Museus para a Harmonia social a partir de um olhar que procura perceber as possibilidades e os limites de uma Museologia postulada internacionalmente diante de realidades concretas.


18/05/10- 10:30h
Lançamento, em Goiás, do Código de Ética do ICOM para Museus - versão Lusófona
- O ICOM-BR (Comitê Brasileiro do International Council of Museums) organizou, juntamente com o ICOM-PT (Comitê Português), nova versão em português do Código de Ética, aprovada pelas assembléias gerais de ambos os comitês. No Brasil as tiragens vêm sendo feitas a partir de parcerias entre o ICOM-BR e diferentes instituições em cada Estado da Federação. A presente publicação, de responsabilidade do Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás , prevê uma tiragem de mais de 2.000 exemplares e é a primeira a reservar parte da publicação para distribuição em países e comunidades de língua portuguesa, em especial, africanas. O lançamento do Código de Ética do ICOM, versão lusófona, é mais um evento que marca o início das comemorações dos 40 anos do Museu.

Lançamento da Carta Arqueológica - Divisão Regional para o Registro e Cadastramento de Sítios Arqueológicos do Estado de Goiás - 2ª edição
- Esta publicação constitui-se em importante instrumento de normatização da pesquisa arqueológica no Estado de Goiás. Lançada pela primeira vez em 1972,a Carta Arqueológica passou por readequações e atualizações, visando atender, entre outros aspectos, a configuração geográfica e político-administrativa do Estado, após sua divisão, e as atuais demandas atuais da pesquisa arqueológica na região. É com satisfação que o Museu Antropológico cumpre mais uma importante missão, trazendo ao público esta 2ª edição.


18/05/10 - 11:00h
Realização da 1ª Reunião da Rede de Educadores em Museus de Goiás- REM-GO
- A Rede de Educadores em Museus (REM) surgiu em 2004 com o intuito de congregar educadores, profissionais da cultura, dos museus, de centros culturais, artísticos e científicos para a discussão de temas relacionados à educação em seus espaços de atuação. Com o incentivo da REM/RJ, outras manifestações em rede surgem e espalham-se por outras regiões do Brasil,e agora temos a 1ª Reunião da REM-GO, que organiza seu primeiro seminário público para os dias 07 a 09 de junho de 2010. Pretendemos nesta 1ª Reunião conhecer os membros inscritos online que estão participando da troca de informações apenas em meio virtual e reforçar os canais de comunicação e debate da REM-GO. Todos os nteressados em participar da Rede, especialmente professores de ensino médio e fundamental e trabalhadores de museus e espaços culturais do Estado de Goiás, estão convidados. A inscrição poderá ser feita na própria reunião ou pelo e-mail remgoias@gmail.com

quinta-feira, 25 de março de 2010

Encontro

Hoje, quinta - feira, dia 25 de março de 2010 encontro do grupo de trabalho para organização do seminário da REM-GO, às 18hrs na sala CS6 da FCS, Campus II da UFG.
Conto com sua presença.

quarta-feira, 24 de março de 2010

PROJETO CINEMA NO MUSEU ANTROPOLÓGICO/UFG

PROJETO CINEMA NO MUSEU ANTROPOLÓGICO/UFG
Sessões de Filmes com Debates


O PASSAGEIRO-
profissão: repórter

Projeto Cinema no Museu Antropológico exibe nesta sexta-feira
o filme O Passageiro – profissão: repórter


O PASSAGEIRO – profissão: repórter abre a seqüência de filmes do Projeto Cinema no Museu Antropológico para o período letivo de 2010. Produzido em 1975 e dirigido por Michelangelo Antonioni, o filme tem a duração de 126 minutos. A sessão é gratuita, aberta a qualquer pessoa da comunidade e acontece nesta sexta-feira, dia 26/03, às 14 horas, no miniauditório do Museu Antropológico. O professor Marcelo Rodrigues Souza Ribeiro, da escola de Escola de Fotografia e Cinema da Faculdade Cambury, conduzirá o debate após a exibição do filme. Os participantes terão direito a declarações ou certificado (no caso de assistirem toda a programação do semestre).


Sobre O PASSAGEIRO - profissão: repórter

David Locke, um jornalista televisivo, está no deserto africano preparando um documentário sobre as guerrilhas da região. Depois de ser abandonado pelo seu guia e ter seu veículo atolado na areia, ele entra em crise, se vendo cansado do trabalho, do casamento e da vida. Ele consegue voltar ao hotel e procura pelo inglês estranho Robertson, um hóspede que lhe contara um pouco da vida dele, fascinando David ao se mostrar como um viajante despreocupado. Quando entra no quarto, David encontra Robertson morto. O homem possui uma grande semelhança física com David, que então tem uma idéia: resolve trocar de identidade com o morto e passa a seguir a agenda que encontrou com ele, indo aos vários locais anotados.


Maiores informações podem ser obtidas na Coordenação de Intercâmbio Cultural do Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás.
Praça Universitária, 1166, Setor Universitário - Goiânia – GO. 74001-970
Fones: (62) 3209 – 6375/ 3209 -6010 Site: www.museu.ufg.br


--
Marisa Damas Vieira
Produtora Cultural
Museu Antropológico da UFG

A Rede de Educadores em Museu do Ceará dvulga o edital do II Seminário REMCE.



A Rede de Educadores em Museu do Ceará dvulga o edital do II Seminário REMCE.


Em nosso II Seminário, que acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de maio, de tema “Museus e Pesquisa: Memória e Contextos Contemporâneos” compreenderá as categorias: Conferências, Mesas Redondas, Comunicações, Mini-Cursos, Oficinas e Relatos de Experiências. Propõe-se nesse evento uma reflexão e debate sobre a importância da pesquisa na construção contemporânea e da memória dos museus. Atividade multi e interdisciplinar, o Seminário terá participação de estudiosos e pesquisadores da Museologia, História, Artes, Ciências Sociais, dentre outras áreas afins.

Maiores Informações : http://rem-ce.blogspot.com/

segunda-feira, 22 de março de 2010

Participe

A Rede de Educadores em Museus (REM) é uma associação presente em vários estados do Brasil, aberta a trabalhadores de museus, estudantes, pesquisadores e professores de ensino fundamental e médio interessados em refletir conjuntamente sobre o papel educativo dos museus. Para participar é simples, solicite sua ficha de cadastro para integrar a REM-GO (Rede de Educadores de Museus em Goiás, filiada à REM Nacional) por email remgoias@gmail.com.
Att Rem Goiás

sexta-feira, 5 de março de 2010

Endereço

Museu Antropológico (MA) da Universidade Federal de Goiás (UFG)

Av. Universitária, 1166 - Setor Universitário, Goiânia - GO, 74605-010

Outros Contatos:

Email : remgoias@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/remgoias/?fref=ts

segunda-feira, 1 de março de 2010

Apresentação

A Rede de Educadores em Museus de Goiás (REM-Goiás) é um coletivo de interessados em educação formal e informal, criada no ano de 2010 com as finalidades de mapear as ações educativas realizadas nas instituições culturais, estimular a criação de serviços educativos nas instituições que ainda não disponibilizam serviços à comunidade, integrar diferentes instituições culturais e museais, além de promover a relação entre cursos de formação (graduação e pós-graduação), entre outros.

Uma das ações da REM-Goiás é a realização de um Seminário anual com o objetivo de propiciar debates e reflexões sobre a educação museal, contribuindo para o avanço das discussões acadêmicas voltadas a relação entre museus, educação, patrimônio cultural e memória.

 A publicação dos Anais do Seminário da Rede de Educadores em Museus de Goiás (REM-Goiás), de periodicidade anual, visa divulgar as reflexões apresentadas por convidados e nas sessões de comunicações orais, as quais são avaliados pelo nosso comitê científico.


Para integrar a REM Goiás você deve encaminhar um email para remgoias@gmail.com.